Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2015

Catapereiro Vinho Branco 2012

Ainda por terras de Lisboa, descobrimos outro vinho branco delicioso. O calor e as férias pedem mais estes vinhos. Lisboa sempre a marcar pontos. O Catapereiro Branco de 2012 da Companhia das Lezírias, companhia de exploração agrícola centenária, sobrevive ao longo dos tempos a vários regimes políticos e momentos de crise, vem a partir da década de 90 mostrar a sua raça com vinhos de excelente qualidade.
Este vinho branco com uma cor cristalina, de aroma muito frutado e floral, fácil de gostar, fácil de beber e sobretudo uma boa experiência. Nota: 8.5

Mar de Lisboa Branco 2013

Na senda dos vinhos de Lisboa e novamente a Quinta da Chocapalha, outro vinho branco absolutamente delicioso. Castas de Arinto e Verdelho, confere ao vinho uma doçura equilibrada, percebe-se mais mineralizado que o Mar da Palha, mas com um agradável sabor. É um vinho muito fresco, jovem e leve. Tem um aroma e sabor mais citrino e tropical. Igualmente com uma imagem muito apelativa e bem construída, este vinho entra na categoria dos brancos de à beira da praia, sem ser acompanhado por mais nada. Nota: 8.8

Clarete 2006 Quinta do Monte d'Oiro

Tudo à volta do vinho tem uma imensa e longa história para contar. O vinho começa há tantos séculos atrás que o património é gigante e sobretudo com uma evolução que me deixa quase sempre vários dias a descobrir os infinitos detalhes de um assunto que até parece pequeno. Há uns anos atrás descobri o clarete, com a marca Clarete 2006, Quinta do Monte D’Oiro do produtor José Bento dos Santos. Absolutamente imperdível. Primeiro porque esta é uma nova classificação, pouco conhecida e surpreendente. Surpreendente porque é qualquer coisa entre o vinho tinto e o vinho rosé, com uma leveza no aroma e no sabor únicas. Depois porque o vinho é absolutamente divinal. A sua produção foi bem conseguida, respeitou os aspectos primordiais da essência do clarete. Muitos de vocês não saberão que existe este tipo de vinho chamado Clarete. O clareteé uma especialidade de Bordeaux era um vinho que há vários séculos atrás era muito exportando para o Reino Unido. Isto na Idade Média. O termo original é clara…

Mar da Palha Branco Sauvignon Blanc 2013

Fresco e brilhante. É a primeira imagem que temos quando provamos. Este vinho sabe a praia, sabe a mar, num contexto de estender a perna e arrebatarmo-nos com a indolência que as férias de verão nos oferecem. Bebido com o som do mar e com o sol a picar na pele, é uma delícia. Quando cheiramos percebemos que é frutado, com pequenas notas de frutos tropicais, mas é na boca que ganha mais, de sabor fresco e prolongado, liberta uma leveza e um excelente equilíbrio na acidez. Este vinho proporciona momentos de grande descontração. A sua imagem é altamente apelativa, convida a lembrarmo-nos sempre dele. O seu nome pelas origens do vinho de Lisboa, tem cada vez mais a minha consideração. Da Quinta da Chocapalha, com 45 hectares de vinho, é uma quinta centenária em Alenquer, que nas últimas décadas sofreu uma evolução enorme nas novas técnicas de produção de vinho e de cultivo, em boa hora. Nota: 8.9